Projeto inclui na CLT licença para acompanhamento de parente

2 de abril de 2012 19:59 0 comentários Views: 890

Trabalhadores da iniciativa privada poderão ter direito a licença de 30 dias para cuidar dos doentes de sua família. Esse prazo pode chegar a 90 dias, dependendo do caso.

Arquivo/Brizza Cavalcante
Melo: a medida vai garantir isonomia entre trabalhadores dos setores público e privado.

O Projeto de Lei 3327/12, do deputado Assis Melo (PCdoB-RS), concede aos trabalhadores da iniciativa privada licença para acompanhamento de pessoa da família em razão de doença. Pelo texto, a dispensa do trabalho poderá ocorrer para acompanhar cônjuge ou companheiro, pais, filhos, padrasto ou madrasta e enteado, ou dependente que viva a expensas do trabalhador.

O projeto modifica a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT – Decreto-Lei 5452/43). Assis Melo argumenta que a medida “pretende garantir o princípio constitucional da isonomia entre os trabalhadores dos setores público e privado”. Para os funcionários públicos, a Lei 8.112/90 já concede esse tipo de licença.

De acordo com o deputado, apenas umas poucas categorias de trabalhadores podem tirar licença para acompanhar um familiar doente. “Uma ou outra categoria – e isso muito esporadicamente – tem acordo coletivo que permite em torno de dois a cinco dias [para acompanhar familiar doente] no máximo. É muito difícil para os trabalhadores da iniciativa privada acompanhar um familiar ou um filho doente.”

Condições
De acordo com o projeto, a licença deve ser concedida depois da apresentação de um laudo médico que comprove a necessidade de o empregado dar assistência direta ao familiar doente no mesmo horário em que estaria trabalhando. Durante o afastamento, o empregado é proibido de exercer outra atividade remunerada.
Ainda conforme a proposta, a licença poderá ser concedida a cada período de 12 meses, por até 60 dias, consecutivos ou não, mantida a remuneração do trabalhador. Após 60 dias, poderá ser prorrogada por mais 30 dias, mas sem pagamento.

O diretor-secretário da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio (CNTC), Lourival Melo, avalia que as mulheres serão as maiores beneficiadas. “As mulheres, principalmente, têm muita dificuldade no acompanhamento dos seus familiares, até mesmo dos seus filhos, porque, às vezes, as empresas não entendem por que os médicos pedem que as mães acompanhem seus filhos nos hospitais. Muitas vezes, para que não fique no hospital, a criança precisa de um acompanhamento materno ou até do próprio pai – e muitas empresas negam isso – até quando há um atestado médico dizendo que é necessário esse acompanhamento.”

Tramitação
O projeto tramita em conjunto com outros (PLs 3768/04, 1038/03 e 2012/11) que já estão prontos para serem analisados pelo Plenário da Câmara.

Reportagem – Maria Neves e Renata Tôrres
Edição – Regina Céli Assumpção

Fonte:  ‘Agência Câmara de Notícias‘ – 02/04/2012 18:59

Print Friendly

Deixe uma resposta

Você deve estar logado para postar um comentário.

Rastreio

Outras Notícias

  • Leis Trabalhistas Previdência Escrituração Fiscal da Folha de Pagamento e das Obrigações Previdenciárias, Trabalhistas e Fiscais (EFD-Social)

    Escrituração Fiscal da Folha de Pagamento e das Obrigações Previdenciárias, Trabalhistas e Fiscais (EFD-Social)

    A EFD-Social consiste na escrituração digital da folha de pagamento e das obrigações trabalhistas, previdenciárias e fiscais relativas a todo e qualquer vínculo trabalhista contratado no Brasil. É um módulo no âmbito do Sistema Público de Escrituração Digital (Sped) e se constitui em mais um avanço na informatização da relação entre o fisco e os contribuintes. A EFD-Social é um projeto que atenderá as necessidades da Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB), do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), […]

    Leia Mais →
  • Circular da CAIXA Leis Trabalhistas DCN – Documento cadastramento NIS (PIS) – C.E.F

    DCN – Documento cadastramento NIS (PIS) – C.E.F

    Publicado em 6 de Março de 2012 às 10h24 A Caixa Econômica Federal (Caixa) instituiu a obrigatoriedade de os empregadores efetuarem o registro de seus empregados no Cadastro Número de Inscrição Social (NIS), a ser feito por meio do Documento de Cadastramento do NIS (DCN), que se pode capturar no site da Caixa no endereço www.caixa.gov.br. Deve ser cadastrado o trabalhador, vinculado à empresa privada ou cooperativa, enquadrado em uma das seguintes categorias: a) empregado – assim definido pela legislação […]

    Leia Mais →
  • Leis Trabalhistas Legislação proíbe o trabalho em feriado – MTE

    Legislação proíbe o trabalho em feriado – MTE

    Exceção é apenas para categorias com autorização em Lei ou convenção coletiva  Brasília, 06/09/2012 – No Brasil o trabalho em dias de feriados civis e religiosos é vedado pela Legislação, porém, essa regra não é absoluta. Existem empresas que não podem interromper suas atividades por questões técnicas e, portanto, seus empregados estão sujeitos a trabalharem também nos feriados. Nessas situações, o trabalho será remunerado em dobro, salvo se o empregador determinar outro dia de folga como compensação.      Os […]

    Leia Mais →
  • Leis Trabalhistas MTE atualiza norma de fiscalização sobre inclusão de pessoas com deficiência.

    MTE atualiza norma de fiscalização sobre inclusão de pessoas com deficiência.

    A nova IN uniformiza procedimentos adotados pela fiscalização do MTE nas inspeções sobre a cota legal de inclusão no trabalho de pessoas com deficiência e beneficiários da Previdência Social reabilitados. Art. 93- A empresa com cem ou mais empregados está obrigada a preencher de dois por cento a cinco por cento dos seus cargos com beneficiários reabilitados ou pessoas portadoras de deficiência, habilitadas, na seguinte proporção: até 200 empregados, 2%; de 201 a 500, 3%; de 501 a 1.000, 4%; […]

    Leia Mais →
  • INSTRUÇÃO NORMATIVA Leis Trabalhistas Novas Leis INSTRUÇÃO NORMATIVA – Nº 97/2012 – D.OU 31/07/2012 – APRENDIZ

    INSTRUÇÃO NORMATIVA – Nº 97/2012 – D.OU 31/07/2012 – APRENDIZ

    O  MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO (SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO)  publicou a  IN nº 97/2012 . D.O.U. de 31/07/2012 – Seção 1 – Págs. 73 a 75. Que trata do APRENDIZ, normatizou para os casos  em que a empresa resolva efetivar o aprendiz dando continuidade a já existente relação de emprego, deverá considerar extinto o contrato de aprendizagem, dando quitação das verbas rescisórias e assinatura de novo contrato de trabalho. Art.10…. § 3º A contratação do aprendiz como empregado […]

    Leia Mais →
  • Novas Leis Previdência LEI Nº 12.692, DE 24 DE JULHO DE 2012 – D.O.U 25.07.2012 | Texto do VETO

    LEI Nº 12.692, DE 24 DE JULHO DE 2012 – D.O.U 25.07.2012 | Texto do VETO

    Altera os arts. 32 e 80 da Lei no 8.212, de 24 de julho de 1991, para dispor sobre o acesso do empregado às informações relativas ao recolhimento de suas contribuições ao INSS A PRESIDENTA DA REPÚBLICA Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Art. 1o  Os arts. 32 e 80 da Lei no 8.212, de 24 de julho de 1991, passam a vigorar com a seguinte redação: “Art.32.  ……………………………………………………………… ……………………………………………………………… VI – comunicar, mensalmente, aos […]

    Leia Mais →
  • INSTRUÇÃO NORMATIVA Leis Trabalhistas INSTRUÇÃO NORMATIVA SRT No 15, DE 14 DE JULHO DE 2010  – D.O.U. 15.07.2010

    INSTRUÇÃO NORMATIVA SRT No 15, DE 14 DE JULHO DE 2010 – D.O.U. 15.07.2010

    Estabelece procedimentos para assistência e homologação na rescisão de contrato de trabalho. A SECRETÁRIA DE RELAÇÕES DO TRABALHO DO MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO, no uso da atribuição que lhe confere o art. 5o, inciso IX, do Regimento Interno da Secretaria de Relações do Trabalho, aprovado pela Portaria Ministerial no 483, de 15 de setembro de 2004, e tendo em vista o disposto nas Portarias no 1.620 e no 1.621, de 14 de julho de 2010, resolve: Capítulo I Seção […]

    Leia Mais →
  • Previdência Governo quer isentar de perícia do INSS para afastamentos até 60 dias

    Governo quer isentar de perícia do INSS para afastamentos até 60 dias

     Atestados médicos para afastamento do trabalho até 60 dias de segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) poderão ser emitidos por médicos de fora do instituto, por meio de atestado eletrônico e certificado digital. A expectativa do Ministério da Previdência Social e do INSS é que o sistema esteja implantado em todo o país até maio de 2013. “É um mecanismo para facilitar a vida do segurado, mitigar a pressão que vem sido feita pelo volume de perícias. É […]

    Leia Mais →